Doenças da tireoide e COVID-19

Doenças da tireoide e COVID-19

Diante da pandemia de COVID-19, muito se tem falado sobre grupos de risco para o novo coronavírus. São muitas dúvidas, especialmente nos portadores de doenças crônicas. Então, o meu texto de hoje é sobre doenças da tireoide e COVID-19.

De uma maneira geral, não há associação entre doença autoimune da tireoide e aumento do risco de infecções virais, bem como com a gravidade da infecção viral. Até o momento, não há evidências de que portadores de hipotireoidismo ou hipertireoidismo façam parte do grupo de risco para COVID-19, mesmo se a causa da doença for autoimune, pois isso não significa que o paciente é imunocomprometido. Inclusive, as medicações utilizadas no tratamento dessas doenças devem ser mantidas nos casos de infecção pelo coronavírus. Nos casos com necessidade de internação hospitalar, a equipe médica deve ser avisada sobre a medicação em uso com sua respectiva dosagem.

Pacientes com doença ocular causada pelo hipertireoidismo (oftalmopatia de Graves) podem necessitar de tratamento imunossupressor, como corticoides em altas doses entre outras medicações. Esses pacientes em particular fazem parte do grupo de risco aumentado para doença grave causada pela COVID-19 e devem seguir rigorosamente as recomendações do Ministério da Saúde.

Ao contrário de muitos outros tipos de câncer, a maioria dos pacientes com câncer de tireoide não está fazendo quimioterapia ou outro tratamento que possa afetar o sistema imunológico e torná-los imunocomprometidos. Pacientes já tratados por câncer de tireoide (sem doença ativa) não estão no grupo de risco.

Casos raros de pacientes com câncer de tireoide avançado, com metástases ou em uso de medicamentos específicos para o câncer podem ser considerados de maior risco para formas graves da COVID-19.

Todos os pacientes devem seguir as recomendações para a prevenção da doença, especialmente os de maior risco para complicações. Em caso de dúvidas, converse com o seu endocrinologista.

Fontes: Departamento de Tireoide da SBEM, American Thyroid Association e British Thyroid Foundation.

Posted by Pedro da Costa e Duarte