diabetes e covid 19

Por que os diabéticos são grupo de risco para COVID-19?

Significado de COVID 19

Para começar, gostaria de falar que a sigla COVID veio da descrição em inglês COrona VIrus Disease (doença do Coronavírus), ao passo que o número 19 faz referência ao ano de 2019, quando os primeiros casos surgiram em Wuhan, na China. Assim, a COVID-19 é uma doença respiratória nova, cuja transmissão ocorre principalmente de uma pessoa para outra.

Diabetes e COVID 19

É importante salientar que os pacientes diabéticos não têm maior risco de contrair a infecção pelo novo Coronavírus, o risco é de maior gravidade da doença. Entretanto, esse risco é bem menor e quase parecido ao das pessoas sem diabetes se os níveis de glicose no sangue estiverem controlados, independentemente de ser diabetes tipo 1 ou tipo 2. Ou seja, a baixa imunidade nos indivíduos com diabetes está relacionada ao aumento de açúcar no sangue, não à ausência de produção de insulina.

Então, os diabéticos considerados como grupo de risco e com maior chance de apresentar formas graves da COVID-19 são os que têm mais de 60 anos, diabetes de longa data, complicações decorrentes do diabetes, mau controle glicêmico e doenças concomitantes, tais como pressão alta e obesidade.

Diante de tudo isso, o controle do açúcar no sangue é fundamental para tentar evitar complicações e morte pelo Coronavírus, bem como complicações pela própria diabetes. Para ajudar nesse controle, vale reforçar as recomendações de monitorização da glicemia, uso adequado das medicações (insulina ou antidiabético oral), alimentação balanceada e exercício físico.

Fontes: FioCruz e SBD.